Sorry, but your browser does not support WebGL!


. perfil .



. notícias .


Arena Swim foi uma ótima preparação para Maria Lenk

17 de abril de 2017

Henrique Rodrigues tem ótima preparação no Arena Swim Pro

Arena Pro Swim

10 de abril de 2017

O nadador embarcou para o Arizona, neste domingo (09), para disputar o Arena Swim Pro Series Mesa

“Padrinho” da Maternidade Mater Dei

22 de março de 2017

Henrique é premiado como “Padrinho” da Maternidade em que nasceu, Mater Dei, em Curitiba

Henrique será apresentado pelo presidente do Sesi-SP

17 de março de 2017

Atletas da natação e do poló aquático estarão no evento nesta terça-feira (21), às 11h


. história .


  1. 2015

    A glória no Pan de Toronto/2015

    Passadas as dificuldades do ano anterior, 2015 era um ano que prometia para Henrique e também a natação brasileira. Com Jogos Pan-Americanos, Mundial de Kazan, Troféu José Finkel e Mundial Militar pela frente, os atletas brasileiros tiveram uma verdadeira maratona a partir da metade do ano.

    Focado no Pan, Henrique chegou à competição pronto para buscar o ouro nos 200m medley, mas teria pela frente um adversário e velho conhecido Thiago Pereira. Quis o destino que, exatamente naquela prova, Thiago poderia igualar o recorde de medalhas conquistadas na história dos Jogos Pan-Americanos.

    Apesar dos holofotes em cima de Thiago, Henrique fez uma prova impecável, alcançou o melhor tempo da carreira até aqui, com 1min57s06, terceira melhor marca do ano até aquela oportunidade, e ficou com o ouro, à frente do compatriota no pódio. “Esse foi o melhor ano da minha carreira até aqui. Fui muito preparado para o Pan, onde estava focado só nos 200m medley. Ali eu consegui realizar tudo que estava na minha cabeça e fazer uma boa prova. É uma honra saber que ganhei do Thiago nessa prova, em que ele conseguiu alcançar o recorde de medalhas”.

    Depois da conquista em Toronto, Henrique mal teve tempo de comemorar e já tinha Mundial de Kazan pela frente. Mesmo já sem o ritmo do Pan, conseguiu ser finalista de sua prova e se garantir entre os melhores tempos do mundo.

     

  2. 2013 / 14

    Evolução no Pinheiros e lesão séria

    O ano de 2013 marcou o retorno de Henrique ao Pinheiros. Nesse ano conquistou títulos brasileiros absoluto nos 200m medley, revezamento 4 x 50m livre, 4x100m livre e 4 x 100m medley, no Maria Lenk. E finalizou a temporada entre os tops do planeta. “2013 foi importante demais na minha carreira, consegui evoluir bastante e baixar bem o meu tempo, ficando entre os cinco melhores do mundo”, explica.

    A evolução, porém, foi interrompida no início de 2014. “Ali foi um momento muito complicado, no qual tive uma lesão e passei por uma cirurgia no ombro. Fiquei seis meses parado, o que é muito difícil. Via meu corpo sair da forma física ideal”, conta o atleta.

    O momento mostrou o lado de superação de Henrique. Ainda em 2014, conseguiu voltar alcançando o índice para o Mundial de Piscina Curta em Doha, onde fez seu melhor tempo nos 200m medley, com 1min52s63, e nos 100m medley, batendo o recorde sul-americano da prova, com 52s20.

    “Depois da recuperação de uma cirurgia complicada como essa, onde a vitória é voltar a competir em alto nível, consegui meus melhores tempos ao fim do ano no Mundial. Foi um resultado inesperado pelo pouco tempo de recuperação e treinamento”, completa.

  3. 2011 / 12

    Classificação e desempenho em Londres/2012

    Depois de passar o ano de 2010 no Pinheiros, Henrique foi convidado para participar do PRO-2016, programa de Cesar Cielo no Flamengo, que levou para lá os principais nadadores da elite brasileiro em 2011. Naquele ano, disputou seu primeiro Pan pela Seleção, conquistando um ouro no revezamento 4x100m livre e um bronze nos 200m medley. O projeto do Flamengo, porém, durou pouco mais de um ano, e Henrique montou seu próprio núcleo em Curitiba, mesmo vinculado ao novo clube, o Fluminense no início de 2012, ano olímpico.

    Aos 21 anos, conseguiu a classificação para disputar sua primeira Olimpíada, em Londres 2012, com o tempo de 1min58s91 nos 200m medley. Fez um bom papel naqueles Jogos, chegando à semifinal olímpica após passar com o décimo tempo entre os 36 da primeira eliminatória.

    “Ali foi uma experiência muito grande. Na primeira Olimpíada a gente vai para aprender, e foi assim que aconteceu comigo. Ainda não me sentia totalmente pronto, sabia que faltava preparação, mas serviu muito como aprendizado”, conta o atleta.

  4. 2006 / 10

    Juvenil e Junior com grandes tempos

    Ainda com 15, Henrique começava a colocar seu nome na natação brasileira. Estreou no Brasileiro absoluto vencendo a final B no Troféu Maria Lenk nos 200m medley e foi único o atleta masculino Juvenil a obter o índice para o primeiro Mundial Junior daquele ano realizado no Rio de Janeiro, obtendo a 12ª colocação no Mundial.

    Com a atenção de grandes clubes do Brasil, Henrique foi para o Minas com 16 anos. “Fui chamado e levei a família comigo. Fiquei três anos lá, onde tive esse primeiro contato com a grande natação, com o Brasil inteiro, então aprendi muita coisa”, afirma.

    Aos 17 anos, o destaque passou a ser cada vez mais internacional. Medalhista no segundo Mundial Junior – bronze no revezamento 4 x 100 livre – obteve a quarta colocação nos 200m medley em Monterrey. Foi no Open no final do ano que atingiu a marca de 1min59s69, sendo o segundo atleta da América do Sul a baixar a marca de 2 minutos nos 200m medley, marca esta que lhe daria a final Olímpica em Pequim. Em 2009, aos 18 anos, foi semifinalista do Mundial de Desportos Aquáticos, em Roma.

    O sucesso foi coroado com a conquista por quatro vezes do Troféu BestSwimking, de melhor atleta Junior do Brasil, de 2007 a 2010. Chegou então o momento de mudar de rumo e partir para o Pinheiros, onde passou o ano de 2010 e conseguiu alcançar um ótimo quarto lugar no Mundial de Piscina Curta em Dubai. O objetivo de Londres 2012 começava a tomar forma e aparecer como uma realidade.

    “Fiquei no Minas até os 18 anos, depois vim para o Pinheiros, onde fiquei todo o ano de 2010. Fiquei em quarto no Mundial de curta em Dubai, e quinto no Pan Pacifico em Irvine, nos Estados Unidos”, relembra.

  5. 1991 a 2005

    O início em Curitiba

    Henrique Rodrigues nasceu em Curitiba, no Paraná, em 4 de fevereiro de 1991. O primeiro contato com a natação veio cedo, por questões médicas. “Comecei a nadar aos cinco anos, na Escola de Natação Amaral, porque sofria muito de rinite e o médico aconselhou, então nadava por saúde e lazer no início”, explica.

    A brincadeira começou a ficar mais competitiva alguns anos depois, quando Henrique começava a apresentar bons resultados na piscina. “Aos 11 anos eu decidi que queria treinar e competir por resultados. No mesmo ano eu conquistei minha primeira medalha, em uma prova de revezamento no Campeonato Estadual. Ali eu gostei de competir e ganhar medalha, e sabia que poderia levar adiante”.

    O primeiro título nacional veio em 2004, aos 13 anos, quando venceu a prova dos 200m medley no Brasileiro Infantil, em São Paulo, com o tempo de 2min24s14, resultado este somado às conquistas no Troféu Chico Piscina (ouro nos 200m medley e 100 costas e prata nos 100m peito), e que oportunizou seu primeiro torneio Internacional Brasil x Argentina, quando conquistou nove medalhas, além da estreia no Multinations, na Grécia, quando conquistou o bronze nos 200m medley.

    “Sempre nadei medley. Nadava bem todos os estilos e acabei me destacando no medley desde pequeno, porque sempre nadei todas as provas, menos as de fundo”, conta Henrique. Ali o garoto de Curitiba começava a ganhar destaque nacional entre os grandes clubes da natação.


. multimídia .


. agenda .


TROFÉU MARIA LENK

2 a 6 DE MAIO / 2017


. melhores marcas .


1.57.06

200M MEDLEY – Pan de Toronto 2015 – Recorde do Campeonato


1.52.63

200M MEDLEY – piscina curta – Mundial de Doha 2014


1.59.87

200M MEDLEY – Dusseldorf 2014 – Recorde Mundial Militar


52.20

100M MEDLEY – Mundial de Doha 2014 – Recorde Sul-Americano



. conquistas .


ouro – Brasileiro Sênior 2016

200M MEDLEY


ouro – Troféu José Finkel 2016

200m MEDLEY


Ouro – Sul Americano Absoluto 2016

200M MEDLEY


ouro – Brasileiro Sênior 2015

200M MEDLEY


ouro – Torneio Open 2015

200M MEDLEY


ouro – Pan de Toronto 2015

200M MEDLEY



. henrique feeds .



. contato .